Menos brigas, mais Inteligência Emocional

30/01/2020

Texto: Equipe TEvolution

Nenhum convívio a dois será sempre um "mar de rosas". Seja no ambiente de trabalho, nos círculos sociais e, principalmente, nas relações de namoro e casamento, os conflitos invariavelmente estarão presentes, dando lugar desde a simples discussões até a brigas homéricas, com ofensas verbais e físicas.

Normalmente, a relação se torna conflituosa entre os pares quando um deles mostra um ponto de vista contrário. Todo convívio entre namorados e cônjuges seria maravilhoso, se não houvesse as divergências de opiniões. Mas vale dizer que somos, por natureza, seres diferentes. E aí está o grande desafio de se manter uma saudável relação a dois: não eliminando as diferenças, mas exercitando o convívio com o outro, compreendendo as limitações do(a) companheiro(a) e buscando aprender, na tolerância e na resiliência, as lições do cotidiano.

Essa parece ser uma receita simples de se praticar, mas não é. Exatamente por isso aquelas "brigas de casal", na qual ninguém quer "meter a colher", precisam ser administradas com a inteligência emocional. Essa técnica trará efeitos muito positivos na resolução desses pequenos conflitos que, pouco a pouco, podem ir minando o elemento essencial para que os relacionamentos sejam duradouros e de qualidade, isto é, o respeito pelo outro.

A importância do equilíbrio emocional

Lembre-se de que é fundamental estar bem com a pessoa que você namora ou aquela que você escolheu para desfrutar os melhores dias da sua vida. Por isso, quando aquela briguinha entre o casal estiver se instalando, é o momento de se ajustar emocionalmente, para não perder a sua paz interior.

Eis algumas sugestões:

  • Mantenha-se em silêncio, para encerrar a discussão. Afaste-se, medite, ouça uma música, libere qualquer sentimento de raiva que o fato possa ter desencadeado em você.
  • Em outro momento, tendo recuperado a capacidade de diálogo, retome a conversa, de forma tranquila, buscando entender o que motivou o conflito (filhos, estresse do dia a dia, dificuldades financeiras, rotina sexual etc.)
  • Procure identificar os aspectos positivos que mantêm a relação dos dois. Nunca potencialize os pontos negativos (eles são o estopim para uma nova briga).
  • Esteja disposto (a) a escutar o que outro tem a lhe dizer e reflita antes de colocar seu ponto de vista.

Não pense que essas atitudes são sinais de fraqueza. Ao contrário, demonstram sua maturidade e o seu autocontrole diante de situações conflituosas.

Você percebeu como uma boa dose de paciência e equilíbrio pode resolver uma briga tola e evitar uma crise mais profunda no relacionamento?

Isso é Inteligência Emocional.

Desenvolva sua Inteligência Emocional

Todos os seres humanos têm a possibilidade de melhorar e desenvolver qualquer habilidade. A Inteligência Emocional pode ser, da mesma forma, desenvolvida, treinada e aprimorada.

Desenvolva sua capacidade de lidar melhor com as emoções, gerenciar seus comportamentos e relacionamentos. Te convido a conhecer o Treinamento Evoluir. Serão três dias dedicados ao desenvolvimento da sua Inteligência Emocional, das habilidades interpessoais e da liderança pessoal, tão importantes para o verdadeiro sucesso.

Mais informações:

www.institutote.com.br/evoluir

e-mail: contato@institutote.com.br

A chance de mudar sua vida!

Estudos comprovam que pessoas com alto grau de Inteligência Emocional são mais produtivas, saudáveis e felizes.