Perdoar para que?

02/05/2018

Texto: Equipe TEvolution

Muita gente ainda não conhece a real importância do perdão. Outros afirmam que perdoar é muito difícil, o que quase torna a tarefa impossível.

Entretanto, existem pontos imprescindíveis que precisam ser considerados acerca deste assunto. Afinal, estamos falando de saúde mental e, consequentemente, física.

Quando guardamos rancor o nosso corpo sente o peso e, a partir disso, tenta extravasar esta dor de alguma forma, podendo surgir algumas doenças psicossomáticas.

No entanto temos algumas considerações sobre a importância do perdão que você precisa conhecer. Atente-se ao nosso artigo e comece a mudar a sua vida hoje mesmo:

A importância do perdão

Existem dois tipos de perdão. O "perdoar a si mesmo" e o "perdoar os outros". Ambos podem ser complexos e difíceis de levar adiante.

Porém, ambos também são imprescindíveis para que você consiga viver a sua vida plenamente e feliz.

Isso ocorre porque quando estamos magoados e ficamos revivendo o rancor, estamos nos prendendo ao nosso passado. Como seguir adiante na vida estando preso ao passado?

É preciso, dessa forma, perdoar os erros. Reconhecer que ninguém é perfeito. Reconhecer que todo mundo erra e nem por isso o mundo acaba aqui.

No entanto, isto também não quer dizer que você precisa "correr para os braços" da pessoa que te magoou. Não mesmo!

O perdão está intimamente relacionado com você, com a sua saúde e com a sua vida. Não com a do outro em si.

Perdoar o erro é permitir que esta angústia esvazie-se de dentro de você. É permitir que ela saia e todo o seu corpo comece a fluir com o presente.

É permitir que toda aquela dor revivida, seja findada. E, com o corpo forte e sem dor, você consiga ir adiante, para onde quiser ir!

Mas, para viver este novo momento, é necessário ter a experiência do luto. Esta experiência, por sua vez, se trata de perceber que você perdeu, se decepcionou e se machucou. Que aquilo doeu, mas não irá impedir você de continuar sua vida.

Passando assim, por todos os momentos de um luto. Até se libertar da dor e perdoar. E, a partir disso, quando lembrar-se do episódio, irá lembrar-se de uma maneira mais saudável, onde você enxerga aprendizado e não rancor.

Dessa forma, pense da seguinte maneira, a partir de agora:

  • Perdoe a si mesmo: Pode ser difícil para você aceitar o seu próprio erro e se perdoar. Mas, se você não aceitar isso, quem mais aceitará? Lembre-se que ninguém é perfeito e todo mundo tem o direito de errar. Afinal, é errando que aprendemos!
  • Perdoe o outro: Sim, este perdoar pode envolver muitas questões. Mas é totalmente necessário como perdoar a si mesmo. Desamarre esta corda que te prende ao passado, e permita que suas pernas andem para frente. Reviver a mágoa não mudará o que aconteceu, acredite. Mas perdoar pode mudar o que virá acontecer na sua vida.

Sendo assim, comece hoje mesmo a praticar o perdão. Converse com a pessoa que te magoou, ou então, com um amigo próximo. Exponha o seu ponto de vista e permita-se escutar a versão alheia.

Respire fundo e encare de uma forma diferente. Se coloque no lugar do "não perdoado". Sinta o que ele sente. E tente esvaziar este rancor que apenas te mantém no passado. E, a partir disso, caminhe para o futuro sentindo-se leve e feliz.

Desenvolva suas Emoções

Todos os seres humanos têm a possibilidade de melhorar e desenvolver qualquer habilidade, inclusive com relação às emoções.

Desenvolva sua capacidade de lidar melhor com as emoções, gerenciar seus comportamentos e relacionamentos. Te convido a conhecer o Treinamento Evoluir. Serão três dias dedicados ao desenvolvimento da sua Inteligência Emocional, das habilidades interpessoais e da liderança pessoal, tão importantes para o verdadeiro sucesso.

Mais informações:

www.institutote.com.br/evoluir

e-mail: contato@institutote.com.br

A Chance de mudar sua vida!

Estudos comprovam que pessoas com alto grau de Inteligência Emocional são mais produtivas, saudáveis e felizes.